Aprender

Como as empresas se adaptam: o desafio de passar do físico ao digital

Com o COVID-19 a deixar as pessoas no mundo num confinamento repentino, as empresas tiveram que se adaptar quase da noite para o dia. Para empresas que operam remotamente ou que já iniciaram a sua transformação digital, a transição foi perfeita, contudo para as empresas que dependem mais da presença física, pode ser um desafio. Aqui tem 10 exemplos de empresas de diferentes setores que acreditamos que estão a fazer uma transformação digital interessante:


1. Fitness

barrys

Inaugurado pela primeira vez em Los Angeles, nos EUA em 1998, o Barry’s Bootcamp auto-intitula-se como o "melhor treino do mundo", com estúdios de fitness em 12 países em todo o mundo.

Eles orgulham-se dos seus estúdios com consciência ecológica, que são únicos em cada local, sem mencionar a sua icónica “Sala Vermelha” projetada para treinos de alta intensidade e treino de força.

A comunidade no Barry’s é tão importante quanto as aulas de fitness em si, e sem a capacidade de treinar juntos fisicamente e socializar, eles surgiram com outras maneiras criativas de manter a sua comunidade.

A equipa do Barry’s iniciou um novo projeto "Barry’s At Home", oferecendo aulas de exercícios regulares várias vezes ao dia no Instagram via IGTV e na transmissão ao vivo do Instagram.

Colaborar com vários treinadores pessoais e coaches para oferecer essas sessões gratuitas para as pessoas e o contínuo envolvimento com sua comunidade, atrai novos potenciais clientes e também aumenta a experiência e a reputação da marca.

Fonte


2. Arte

courtauld-logo

O Instituto de Arte Courtauld surgiu em 1930 em Londres, Inglaterra, com o objetivo de fornecer educação e treino académico a profissionais no ramo da arte.

Com sede na Somerset House, o instituto é um pólo de criatividade e aprendizagem, com uma galeria de arte, cursos de graduação e pós-graduação, minicursos e workshops para crianças e adultos, bem como uma biblioteca e um fórum de pesquisa.

Como o prédio teve que fechar durante o confinamento, o instituto mudou os seus workshops e o ensino para online. A Biblioteca fez a transição para se tornar um serviço digital, permitindo que os alunos e funcionários tivessem acesso a recursos online, incluindo jornais eletrónicos e coleções de livros eletrónicos.

A equipa da biblioteca está a oferecer apoio e orientação por e-mail, o seu Ambiente Virtual de Aprendizagem e um novo Web chat da Biblioteca, ajuda as pessoas a localizar os materiais que precisam e a adquirir mais recursos digitais para adicionar à coleção.

Fonte


3. Viagens

bluebay_logo

Blue Bay Hotels & Resorts é um dos primeiros grupos hoteleiros espanhóis a ter presença internacional, com mais de 60 hotéis na Europa, Médio Oriente, Norte de África, América Latina e Caribe.

Com um volume tão alto e frequente de interações entre diferentes pessoas, a limpeza de qualquer hotel é fundamental, especialmente agora e no futuro.

Portanto, o grupo Blue Bay está a iniciar uma transformação digital para minimizar o risco de propagação de germes através do uso de tecnologia aprimorada sem contato.

As novidades dos hotéis incluem quiosques de auto-check-in na recepção e menus digitais que os hóspedes podem aceder nos seus dispositivos móveis por meio de um código QR.

Um sistema de fechadura eletrónica RFID será colocado em prática eliminando a necessidade de chaves do quarto, e os recursos do quarto serão operados por controlo de voz.

Fonte


4. Bebidas

ab-inbev_logo_detail

A maior cervejaria do mundo Anheuser-Busch (AB) InBev, passou por uma transformação digital extensiva no ano passado para melhorar todos os aspectos do negócio.

Ajudando os seus parceiros de lojas de retalho, eles desenvolveram uma aplicação móvel B2B com um algoritmo que sugere quando repor os stocks, permitindo que os operadores de lojas de conveniência e de retalho renovem pedidos com facilidade.

Para criar uma melhor experiência ao cliente, foi criada a “Beer Garage”; um laboratório de inovação tecnológica com base no Silicon Valley que usa inteligência artificial, aprendizagem automática e internet das coisas para facilitar a monitorização da qualidade, quantidade, temperatura e outras condições de cada lote de cerveja.

Como uma resposta direta às restrições do COVID-19, a AB InBev deu início a mais algumas iniciativas online para levantar a moral entre os seus consumidores.

Isso inclui sessões de fitness com transmissão ao vivo patrocinadas pela Michelob Ultra, sessões de culinária online oferecidas por Stella Artois e uma série de concertos de música country virtuais patrocinados pela Brahma.

Fonte


5. Finanças

nomura_holdings_logo

Nomura Banks é uma empresa financeira de holding japonesa que fornece serviços de investimento e financiamento aos seus clientes no Japão e à volta do mundo.

Grande parte do setor financeiro tradicional ainda opera numa base muito física; por exemplo, dependem de documentação física, processos baseados em papel e leis desatualizadas que exigem assinaturas físicas.

Nomura começou a corrigir isso, primeiro digitalizando os seus dados nos mercados e clientes e utilizando inteligência artificial e aprendizagem automática para obter insights de mercado.

Eles adotaram um sistema de nuvem privada e colaboraram com outras empresas para desenvolver a integração de ativos digitais com práticas de investimento tradicionais e substituir sistemas legados.

Fonte


6. Educação

new-oriental-international

A New Oriental, presta serviços educacionais privados na China e possui um grande número de escolas em funcionamento, livrarias e centros de aprendizagem em todo o país.

Os seus serviços de educação incluem educação primária e secundária, treino de línguas, aulas de preparação para testes e aulas depois da escola.

Tendo que fechar as suas portas físicas para os alunos, a New Oriental trabalhou com a plataforma de streaming de interação ao vivo Agora.io para uma rápida transição para abrir as portas virtuais das suas salas de aula digitais, “New Oriental Cloud Classroom”.

A sala da cloud é escalonável, confiável e resiliente para lidar com dados de alto tráfego e o aumento drástico na procura.

Permite que os professores interajam com os seus alunos, individualmente ou como uma turma inteira, e também tem a possibilidade de os alunos se dividirem em grupos de estudo menores, da mesma forma que fariam se estivessem a trabalhar num projeto de grupo na realidade.

Fonte


7. Vendas B2B

logo_migration

Com sede em Sydney, Austrália, a Perenso especializou-se em soluções de vendas e feiras anuais para que os seus clientes otimizem o processo de vendas e gerem lucros.

A Feira Perenso costuma reunir grandes distribuidoras e os seus fornecedores, o que lhes permite comunicar com outros visitantes e compradores, divulgar os seus produtos e negociar e fechar novos negócios.

Não poder hospedar uma feira como essa irá resultar, é claro, em perda de receita, então a Perenso prontamente lançou um evento virtual, a Perenso Cloud Show no seu lugar.

Ao fazer isso, as empresas de distribuição ainda podem ganhar exposição e aumentar a visibilidade, os fornecedores podem virtualmente comunicar com os participantes a partir de casa e as vendas ainda podem ser feitas, resultando num retorno de investimento.

Fonte


8. Produção de Vídeo

shootsta

A produtora de vídeo Shootsta está sediada em Singapura, Estados Unidos, Reino Unido, Hong Kong e Austrália e foca-se na produção de vídeos corporativos, promocionais, de treino e marketing para clientes.

Eles também oferecem equipamentos para empresas que lhes permitem criar o seu próprio conteúdo de vídeo.

Eles agora adaptaram a sua abordagem para o teletrabalho e, portanto, começaram a oferecer mais orientação e assistência às empresas na criação de podcasts e webinars pré-gravados, filmados em dispositivos móveis em casa.

Todos os cursos de treino da Shootsta estão online, o que inclui webinars quinzenais e uma sessão criativa gratuita, especificamente voltada para ajudar os seus clientes a produzir mensagens eficazes e direcionadas por meio de comunicação de vídeo durante este período.

Fonte


9. Espetáculos

elbphilharmonie

Situado no porto de Hamburgo, Alemanha, o Elbphilharmonie tem proporcionado enriquecimento musical às pessoas desde 2017.

É a casa de três das melhores salas de concerto do mundo com uma excelente acústica, permitindo ao público desfrutar de apresentações de música clássica e jazz a rock, pop e eletrónica.

Com uma mistura de concertos, festivais e workshops, o Elbphilharmonie costuma ter uma agenda lotada e atrai cerca de 4 milhões de visitantes por ano.

De forma a continuar a partilhar a música com o seu público, Elbphilharmonie criou um programa totalmente digital com a hashtag #ElphiAtHome, transmitindo concertos ao vivo de 30 minutos no vazio Great Hall.

Isso foi possível graças a pequenos grupos de músicos e câmeras controladas remotamente, bem como a colaboração com outras salas de concerto europeias para performances ao vivo às 20h todas as noites!

Além disso, eles agora estão a oferecer tours virtuais pela casa, um espaço virtual para educação musical, bem como “Elbphilharmonie Sessions” - vídeos exclusivos de músicos selecionados dentro da sua rede.

Por fim, para criar uma ligação mais ativa para as famílias, é postado um desafio diário às 11h no Facebook, por exemplo, criar os instrumentos musicais mais engraçados com objetos encontrados em casa.

Fonte


10. Retalho

nike

A multinacional Nike tem trabalhado na sua transformação digital para fornecer produtos melhores e mais personalizados e uma experiência de marca aprimorada.

Eles combinaram a experiência de retalho físico com e-commerce e recursos de conexão móvel na “The House of Innovation”, por exemplo.

Inaugurada em 2018 na cidade de Nova York, a loja física tem muitas inovações digitais que melhoram drasticamente a experiência do cliente.

Recursos como o “Speed ​​Shop” permitem que os clientes reservem itens online, para que, ao chegarem à loja, possam aceder a um armário dedicado, desbloqueá-lo com o smartphone e encontrar o seu calçado pronto a experimentar.

Com restrições de confinamento e sem acesso a lojas físicas, a Nike encontrou outras maneiras de continuar a sua relação com os seus clientes.

Usando a hashtag #PlayInside, eles incentivam as pessoas a ficar em casa e aceitar os desafios de fitness, como a “Taça da Sala”.

Os atletas estabelecem desafios numa série de treino digital, o primeiro dos quais foi definido por Cristiano Ronaldo. Depois de partilhar um vídeo a fazer um treino abdominal de repetições, ele desafiou as pessoas a superar a sua pontuação e a partilhar os seus vídeos online.

Fonte