Aprender

Como começar um negócio de dropshipping

Um negócio bem-sucedido com investimento limitado

Num mundo cada vez mais dinâmico digitalmente, torna-se cada vez mais necessário fazer uma reinvenção constante.

Com o boom das compras online durante a pandemia de 2020, muitas foram as mudanças sociais e as apostas em novos modelos de empreendedorismo digital.

O dropshipping é uma forma de venda online e foi um desses modelos que também cresceu nesse ano.

Neste artigo, irá ser desvendado o conceito de negócio em Drop, como ele funciona, as suas vantagens e desvantagens, serão explicadas algumas dúvidas frequentes, bem como serão deixadas algumas dicas úteis.


O que é o Dropshipping?

Este é um conceito de negócio em que o Vendedor se torna um mero intermediário entre o Fornecedor e o Cliente Final.

O Cliente Final faz uma encomenda na Loja do Vendedor e essa encomenda é enviada automaticamente do Fornecedor para o Cliente Final, sem nunca passar pelo Vendedor.

dropship Brazil

Como Funciona?

O Vendedor é o responsável pelo marketing e pelas vendas dos seus produtos, sem se preocupar com o Estoque, Armazenamento e Logística dos produtos.

Usando um exemplo para ficar mais claro: imagine que você abriu uma Loja Online com o Jumpseller de venda de cosméticos 100% naturais.

O Jumpseller é uma plataforma de e-commerce que já tem um modelo de loja predefinida, onde basta inserir os produtos necessários e começar a receber os pagamentos.

Você investiu em uma plataforma com temas criativos, apps inovadores, integrações locais, multi-idiomas, incorporação de feedback, uma API de sucesso.

Por isso, estimulou a passagem do Cliente pelo funil de vendas até o momento da compra. Quando o Cliente faz a compra, as informações da negociação são direcionadas automaticamente para o Fornecedor, que fica responsável pelo envio do produto ao Cliente.

Não é o Vendedor que vai entregar ao Cliente aquilo que ele vendeu, mas sim o Fornecedor.

No Dropshipping, o Vendedor não manipula o produto, apenas recebe uma parcela dos lucros como motivador da compra.

Este modelo permite, por exemplo, que na mesma loja seja oferecida uma vasta quantidade de unidades, já que não há gastos com inventário e entrega.

Vantagens

  1. Fácil de Iniciar - Basta encontrar os fornecedores certos, ter um nicho de mercado bem definido e atingir as necessidades do público-alvo. Devemos estar sempre atentos aos consumos atuais dos marketplaces. É recomendável começar com um único fornecedor confiável e ver como funciona.

  2. Baixo Custo - Não é necessário um grande investimento inicial, uma vez que não tem que ter uma Loja física, que pagar por armazenamento, custos de embalagem, todos os recursos relacionados à gestão de estoque, contabilidade ou desenvolvimento do produto. Quanto à publicidade, pode experimentar investir algum dinheiro (por exemplo R$40 por semana) em redes sociais como o Facebook e o Instagram, cuja maior vantagem é o nível de segmentação publicitária, para perceber se as pessoas estão realmente dispostas a comprar o que você oferece.

  3. Flexibilidade - Sendo um serviço que não possui presença física, você tem a flexibilidade de escolher a localização na qual quer trabalhar. Além disso, o fato de poder experimentar sem ter que se arriscar a comprar. Permite alterar de forma rápida o produto e a forma de promoção à medida que o comportamento dos seus clientes lhe dá mais informações. Torna-se possível estar constantemente renovando e inovando com os produtos vendidos.

  4. Oferta Diversificada - Você deve fazer uma seleção criteriosa de bons fornecedores e artigos, podendo escolher várias marcas e produtos que atendam às necessidades do seu público-alvo, aumentando assim as possibilidades de gerar leads.

  5. Expandir as Vendas - A margem para expandir as vendas em e-commerce de dropshipping é muito maior, pois o trabalho não aumenta proporcionalmente ao volume de vendas. Assim, o Vendedor da Loja Online pode vender muito mais dedicando o mesmo tempo à loja virtual. Imagine que você tem uma Loja física e que está começando no mundo da Loja Digital, mas até o momento as suas vendas ainda não atingiram o volume esperado. Pode ser uma boa oportunidade optar pelo dropshipping, reduzindo os custos operacionais e aumentando as vendas, tudo isto sem comprometer a saúde financeira do seu negócio.

Desvantagens

  1. Baixas Margens de Lucro - Existe uma elevada competição no mercado, o que gera uma guerra de preços. A solução é encontrar um nicho de mercado adequado e concentrar-se no desenvolvimento de uma vantagem competitiva diferente do preço.

  2. Gestão da Qualidade - Como os produtos não passam pelas mãos do Vendedor, torna-se impossível controlar a qualidade do produto. E a longo prazo a taxa de retenção pode tornar-se prejudicial, pois está exposta à flutuação do mercado. Isto significa que você pode obter uma taxa de fidelização muito reduzida nas suas vendas.

  3. Gestão do Estoque - Como depende de vários fornecedores, se um deles estiver sem estoque, você deve mudar rapidamente a oferta na sua loja. Caso contrário, pode perder credibilidade.

  4. Negócio Passivo - Na realidade o que o Vendedor tem não é um negócio, mas sim a gestão da margem de lucro e todo o retorno que está retirando é imediato, o que significa que quando tenho um negócio tradicional eu não só estou retirando a minha margem de lucro como também estou criando um ativo, ou seja, estou criando uma marca, uma estrutura, uma equipe que de alguma forma tem um valor no mercado.

  5. Experiência do Cliente - A retenção é o paradigma mais importante do e-commerce, e controlar a retenção com base no dropshipping é bastante difícil, trazendo novos desafios para o Vendedor.


Chave para o Sucesso

É preciso perceber que o facilitismo não existe em nenhuma metodologia de negócio. O sistema de Droshipping funciona extremamente bem, sobretudo para validar produtos e mercados, porque é extremamente rápido.

Em uma semana você pode validar um produto e verificar se existe ou não procura por esse mesmo produto.

Pode também consultar os marketplaces e ver as tendências dos produtos neste momento e perceber que tipo de marcas ou soluções você pode criar e descobrir as oportunidades que podem ter resultado.

Vamos ver algumas questões essenciais que devem ser levadas em consideração ao usar a sua Loja Online e começar o seu negócio de Dropshipping:

Onde encontrar os produtos?

Deixamos aqui alguns Marketplaces que muitos dropshippers utilizam.

  • Aliexpress
  • Alibaba
  • Oberlo Brasil
  • MixBarato
  • Alibaba
  • XtremeAtacado
  • Gazin
  • Hayamax

Tenha em mente que a credibilidade e o nível de excelência destes marketplaces não são necessariamente refletidos nas suas páginas web, uma vez que, em geral, eles não estão focados nisso.

Portanto, seja paciente e não confie na primeira página que aparece na sua pesquisa.

Como escolher os produtos certos?

Estude quais são os produtos mais vendidos nos mercados mais populares. É recomendado verificar a seção de Mais Vendidos da Amazon, que é atualizada a cada hora.

É um mercado global com presença direta nos Estados Unidos, Reino Unido, Alemanha, França, Itália, Espanha, Japão, Canadá e China, e atende clientes na maioria dos países do mundo.

Investigue as tendências das indústrias em crescimento no mercado local.

Ao ter um negócio online, você pode chegar a lugares onde seriam fisicamente difíceis para você, mas cada país tem um mercado e características regulatórias diferentes.

Se quer começar, faça isso num mercado que conhece.

Pense na logística. Saiba quais são as características dos serviços de logística do seu país e quais são os custos associados à embalagem e envio.

Para começar, é aconselhável que você comece com produtos menores e, com o crescimento das vendas, você possa negociar melhores preços mais tarde.

Procure produtos que têm menos possibilidade de serem devolvidos: Como o envio é uma questão complexa, ter produtos com baixas taxas de devolução pode evitar muitas dores de cabeça.

É uma escolha inteligente descartar produtos com margens muito baixas.

Pense em produtos que necessitem de substituição ou compra repetitiva.

Sabe-se que as grandes empresas de tecnologia, por exemplo, geram mais receita com acessórios do que com produtos mais caros.

Pense em produtos que sejam populares, mas que não sejam fáceis de encontrar.

Produtos que você possa oferecer com valor agregado na experiência online. Quais os produtos que podem ser mais agradáveis de comprar online do que fisicamente?

Considere o potencial de cobertura na imprensa. Tem algum produto que pode ser novo e chamar atenção da mídia?

Use as informações sobre os mais procurados do Google. Se vai vender online, um dos canais mais fortes para você encontrar produtos para a sua loja será o Google. Nele você encontra informações muito relevantes sobre o que é mais procurado pelas pessoas na Internet.

Tem duas ferramentas para fazer isso: Uma é o Google Trends que mostra as tendências de busca e a outra é o planejador de palavras-chave do Google Adwords.

Faça um teste rápido e veja os resultados. No negócio, a validação do cliente excede todas as projeções do mercado. Então, passe algum tempo tentando descobrir se existe um grupo interessado de pessoas que queiram comprar os seus produtos.

Verifique as tendências das redes sociais para os produtos que selecionou, há algum burburinho à volta deles? O que é que as pessoas estão perguntando sobre esses produtos especificamente?

Os Fornecedores

Depois de encontrar os produtos certos, você deve também equacionar os seus fornecedores.

Pode pensar em encontrar produtores locais que estejam dispostos a ser flexíveis com o estoque e que tenham produtos interessantes.

Primeiro procure essas empresas, os catálogos do que elas vendem e procure na Amazon ou no Google Trends para perceber se aqueles produtos têm ou não potencial para serem trabalhados.

Se tiver oportunidade, trabalhe com uma marca própria, ou seja, melhore o controle da qualidade, melhore o produto e a diminuição do risco no desenvolvimento do produto.

Você vai poder trabalhar a embalagem, a marca, vai poder fazer alterações no produto, melhorar o produto e adicionar de alguma forma exclusividade e caráter diferenciador em relação à sua concorrência.

Isso exige um pouco mais de investimento mas traz, sem dúvida, mais segurança, criando um negócio de e-commerce a médio e longo prazo mais sólido e de sucesso.

Você deve contatar diretamente os fabricantes. Pode pesquisar os fabricantes dos produtos que deseja oferecer e solicitar informações aos fornecedores com quem eles trabalham.

Repita isso e depois de contatar 5 a 10 fabricantes, você poderá saber quem são os fornecedores populares nesse mercado.

Deve ainda fazer uma investigação da sua concorrência. Além disso, você pode solicitar um produto da concorrência que ache que usa dropshipping e, quando o produto chegar, pode rastrear o endereço de entrega original para encontrar o fornecedor.

Antes de assumir um risco e fazer um pedido de grande quantidade, você pode fazer um teste e ver na prática quão bom ou mau é o serviço oferecido pelo fornecedor.

Sinais de bons fornecedores

  • Têm bons executivos de vendas, comunicação rápida e processos simples. Imagine que você terá de defender esses fornecedores e lidar com reclamações dos clientes. Em face desses possíveis cenários complexos, é vital que você tenha uma pessoa confiável e ágil que possa ajudá-lo a resolver os problemas no menor tempo e com a menor burocracia possível.
  • Não cobram taxas mensais. Alguns fornecedores pedem uma quantia mensal fixa de dinheiro simplesmente para que possa fazer negócios com eles. Este é um sinal comum de que ele não é um atacadista legítimo.
  • Têm tecnologia integrada. Embora não seja uma característica comum de atacadistas, será sempre uma qualidade relevante que facilita os processos. Ex: inventário em tempo real e catálogo online.
  • Pode fazer pedidos por e-mail.
  • Pedem confirmação de que a sua empresa está legalmente constituída.
  • Cobram taxas por pedido, uma vez que o custo de embalagem e envio é diferente do produto.

A Sua Loja Online

Depois de descobrir o que deseja vender, é hora de criar a sua loja online. Use o seu período de teste gratuito de 14 dias do Jumpseller para se familiarizar com a plataforma.

Comece consultando a nossa página para saber como você poderá criar a sua Loja Online.

Importe os produtos para a sua loja online. Para isso, você pode usar os aplicativos Jumpseller Importify ou Syncee.

Use a Galeria de Temas do Jumpseller para selecionar o tema mais adequado para o seu produto.

A sua loja online será a sua única interação com os seus potenciais clientes, por isso deve ser o mais profissional possível, transmitindo aos visitantes uma sensação de confiança.

Tenha uma logomarca bonita e, se possível, um slogan atraente para a sua marca. Faça com que os visitantes tenham uma experiência memorável e faça-os escolher o seu negócio.

Preste atenção aos detalhes, tenha boas descrições de produtos e imagens de produtos de alta qualidade.


O Marketing Digital

Marketing Digital refere-se ao Marketing por meio de todos os canais digitais, como e-mail, redes sociais, marketing de conteúdo, redes móveis e mecanismos de busca.

A melhor coisa do marketing digital é o fato de que pode ser livre e eficaz ao mesmo tempo, no entanto, isso não significa que seja fácil.

Criar uma estratégia para vender online requer tempo e reflexão. Felizmente, criamos este guia que será o seu atalho para o paraíso do Marketing Digital.

Criar uma estratégia para vender online requer tempo e reflexão. Felizmente, criamos este guia que será o seu atalho para o paraíso do Marketing Digital.


Assim que tiver estabelecido a sua presença online através da sua Loja, não pense que o seu trabalho está feito, procure sempre melhorar, pois o dropshipping é uma indústria muito competitiva e você provavelmente enfrentará muita concorrência.

Preste muita atenção ao feedback dos seus clientes e às tendências sociais e adapte-se de acordo com eles.