Google Commerce e Tendências do E-commerce No Brasil

Google Commerce e Tendências do E-commerce No Brasil

O setor digital tem sofrido um aumento exponencial nos últimos anos, veja no nosso artigo quais as principais tendências a estar atento no Brasil em 2022.

O comércio eletrônico vinha crescendo no mundo todo desde antes da pandemia do Covid-19, mas foi durante ela que se pode verificar um fortalecimento das vendas online.

No Brasil não foi diferente e o setor de vendas do mercado online brasileiro, que inclui todas as vendas de bens de consumo e entretenimento, cresceu 20,56% em janeiro de 2022, se comparado com o mesmo período do ano de 2021. Esses dados são do MCC-ENET, uma parceria entre a Companhia Compre & Confie e a Câmara Brasileira da Economia Digital.

Entre as categorias mais vendidas, segundo o levantamento, temos equipamentos e materiais para escritório, informática e comunicação; móveis e eletrodomésticos; tecidos, vestuário e calçados; artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos; outros artigos de usos pessoal e doméstico; hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo; e, por fim, livros, jornais, revistas e papelaria.

A Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC), aponta que, em 2022, grande parte dos consumidores brasileiros pretendem continuar comprando mais pela internet do que nas lojas físicas.

Ainda segundo uma pesquisa do Google em parceria com a Euromonitor, 39% do crescimento das vendas do Varejo no Brasil durante 2021-2025, virá do comércio eletrônico.

Neste artigo, separamos as principais tendências para bombar o seu comércio eletrônico em 2022, bem como falamos sobre a integração da Jumpseller com o Google Commerce.

Com a consolidação do E-commerce, os lojistas se veem agora com a missão de se aperfeiçoar cada vez mais e atrair novos clientes das maneiras mais variadas.


1. Google Commerce

O Google Commerce é uma ferramenta do Google que permite aos utilizadores pesquisar por produtos nas lojas online e comparar preços entre diferentes vendedores.

Os clientes podem ir à página do Google, colocar o que desejam pesquisar, selecionar o separador de Compras abaixo da barra de pesquisa, ou ir diretamente à página inicial do Google Commerce.

O Google é uma excelente opção, mais barata e menos restritiva para vendedores independentes.

google-commerce

No ano de 2020, o Google eliminou as taxas dos comerciantes e permitiu que os vendedores oferecessem seus produtos gratuitamente em seus resultados de busca. Além disso, está tentando facilitar o upload de produtos para pequenas lojas independentes, para que estes apareçam nos resultados de busca.

O Google informou ter aumentado o número de lojas que aparecem em seus resultados em 80 por cento em 2020, com o crescimento mais significativo vindo de pequenas e médias empresas. E os varejistas existentes estão oferecendo mais produtos.

A Jumpseller possui integração com o Google Commerce, fique por dentro dessa integração e aprenda aqui como realizá-la na sua loja online e alcance o topo das pesquisas no Google.

2. Atendimento omnichannel (multicanal)

A experiência omnichannel ou multicanal é uma forte tendência do e-commerce, de maneira a melhorar a experiência e a satisfação do cliente.

No entanto, tenha em mente que para um suporte multicanal, você precisará de uma boa equipe e das ferramentas certas para atender a demanda de forma ágil e, principalmente, com qualidade.

Há clientes que preferem ser atendidos pelo chat online na loja; outros, por redes sociais como Instagram, WhatsApp ou até mesmo por telefone. O importante é fazer uma avaliação do perfil do seu cliente e assim dispor dos canais para atendê-los satisfatoriamente.

Empresas e Marketplaces como Magazine Luiza, Americanas e Centauro já aderiram a esses modelos e passaram por uma verdadeira transformação digital.

3. Mercado de infoprodutos

A pandemia estimulou o mercado de infoprodutos. Muitos consumidores passaram a adquirir games, cursos online, e-books, videoaulas e outros conteúdos digitais.

Metaverso e a Conexão entre Games e Marcas

O Portal E-commerce Brasil, um dos maiores websites sobre comércio eletrônico brasileiro, anunciou que, no ano de 2022, haverá a formação de uma associação entre parceiros e vendedores que atuam no mercado de jogos eletrônicos.

Experiências híbridas e cada vez mais imersivas dentro dos games será comum entre marcas e e-commerces. Como exemplo, podemos citar a Renner criando uma loja dentro de um servidor do jogo de mundo aberto GTA, ou a Shopee que cria estratégias de cupons promocionais para seu jogo mobile Free Fire.

Até mesmo a Kabum!, maior e-commerce de games do Brasil, trouxe uma experiência imersiva GTA V versão PC. Nessa missão, o player parte do seu centro de distribuição para realizar entregas a outros jogadores.

O metaverso é um conceito caracterizado por um mundo virtual que se espelha na vida real e se tornou um dos termos mais populares nos últimos anos.

Abaixo, trazemos um gráfico do Google Trends mostrando como as buscas pela palavra-chave “metaverso” cresceu nos últimos meses:

metaverse

Eventos e shows totalmente imersivos em plataformas de games, como o show da cantora americana Ariana Grande no jogo Fortnite, conferências virtuais de todos os tipos em salas recriadas em ambiente digital, bem como provadores de roupas por meio de realidade virtual são algumas das infinitas possibilidades que o metaverso oferece.

4. Entregas cada vez mais rápidas

Um dos principais fatores para fechar a compra com o cliente é a velocidade da entrega, este sem dúvida é o maior influenciador de decisão na hora de comprar um produto online.

Vivemos a era do Same Hour (ou “mesma hora”, em português). Verifica-se esse tipo de conduta nos grandes players do e-commerce como Mercado Livre, Amazon, Magalu.

Estima-se que, até 2026, cerca de 25% das entregas serão feitas no mesmo dia, então prepare seu e-commerce para a concorrência e disponibilize entregas rápidas e seguras.

5. Consumidores ocasionais

Conforme já abordado anteriormente, o comércio eletrônico apresentou um crescimento considerável nos últimos anos, impulsionado fortemente pela pandemia.

Tal crescimento resultou em um novo desafio para o ano de 2022: os consumidores ocasionais. O consumidor ocasional é aquele cliente que realiza uma única compra, e não retorna à loja para comprar novamente.

Sendo assim, para atrair clientes e garantir a fidelidades destes, os e-commerces precisam agora inovar nas estratégias a fim de reter esse tipo de consumidor.

6. Social Commerce

As redes sociais estão presentes no dia a dia do brasileiro faz bastante tempo. Hoje em dia uma marca que deseja obter sucesso e rápido crescimento precisa estar nesses canais para se relacionar com os seus clientes.

Com o crescente número de usuários no Instagram, Facebook e WhatsApp, por exemplo, há uma grande tendência que as vendas online também sejam feitas cada vez mais por esses canais e não necessariamente no site da loja.

O Instagram e o Facebook já oferecem soluções aos lojistas como lojas virtuais e parcerias. Já o Whatsapp inovou no último ano possibilitando meios de pagamento com o WhatsApp Pay e já vem testando anúncios dentro de sua plataforma.

7. Pagamentos online

Uma forma de garantir o sucesso nas vendas é oferecer variadas opções de pagamento. Os vendedores online têm uma maior probabilidade de aumentar sua taxa de conversão e melhorar a satisfação do cliente se disponibilizarem meios de pagamento diversificados.

No ano de 2021, uma pesquisa da SaleCycle mostrou que a taxa de abandono de carrinho no varejo global atingiu mais de 75%. Verificou-se que a ausência de opções de pagamento foi um dos principais motivos de desistência da compra.


Depoimentos de alguns clientes da Jumpseller que obtiveram sucesso utilizando a integração com o Google Commerce

  • Alicouro

    “Utilizamos o canal de vendas Google Commerce há relativamente pouco tempo e os resultados têm sido muito positivos. Ao longo destes meses, aumentamos a visibilidade dos nossos produtos no motor de busca Google, tornando-se o principal canal de tráfego para a nossa loja on-line. Consequentemente ao aumento de tráfego “quente” verificamos um aumento de adições ao carrinho e vendas. A criação do canal de vendas Google Commerce através da Jumpseller foi um processo rápido e muito intuitivo. “

  • Johnvet

    “Na Johnvet decidimos começar a utilizar as campanhas do Google Ads através da plataforma Jumpseller porque, além de serem muito fáceis e rápidas de utilizar, nos permitem alcançar mais clientes e assim expandir o nosso círculo de vendas. Desta forma aumentamos as nossas vendas e cumprimos nossa missão: “Para cães e donos mais felizes!”

  • La matería Chile

    “As campanhas do Google Shopping nos ajudaram a aumentar as vendas e a visibilidade da loja no Google. Além de fáceis de criar, graças ao tutorial e guias da Jumpseller, o Google traz usuários para o site por pouco dinheiro.”

Comece a vender no Google Commerce com Jumpseller

Experimente grátis durante 14 dias. Não é necessário cartão de crédito.